Ubuntu logo

Packaging Guide

11. Backport de atualização de programas

Sometimes you might want to make new functionality available in a stable release which is not connected to a critical bug fix. For these scenarios you have two options: either you upload to a PPA or prepare a backport.

11.1. Arquivo de pacotes pessoal (PPA)

Usar um PPA tem várias vantagens. É bastante simples e você não precisa da aprovação de ninguém, mas o lado negativo disso é que seus usuários terão que ativá-lo manualmente. É um software de fonte não-padrão.

The PPA documentation on Launchpad is fairly comprehensive and should get you up and running in no time.

11.2. Ubuntu Backports oficial

O Projeto Backports é uma maneira de fornecer novos recursos aos usuários. Por causa dos riscos intrínsecos dos pacotes de backports, usuários não obtêm pacotes de backports sem algumas ações explícitas de suas partes. Isto geralmente faz com que backports sejam uma via inapropriada para correção de erros. Se um pacote em uma versão do Ubuntu possui um erro, ele deve ser corrigido através do processo de atualização de segurança ou de atualização de versão estável, como deve ser.

Uma vez que você tenha decidido que quer que se faça um backport de um pacote para uma versão estável, você precisará construí-lo e testá-lo nessa dada versão estável. “pbuider-dist” (no pacote “ubuntu-dev-tools”) é uma ferramenta muito útil para se fazer isto facilmente.

Para relatar um pedido de backport e tê-lo processado polo time de Backport, você pode utilizar a ferramenta “requestbackport” (também no pacote “ubuntu-dev-tools”). Isso irá determinar que as versões intermediárias para as quais será feito um backport do pacote, listar todas as dependências reversas, e arquivar o pedido de backport. Irá também incluir uma lista de verificação de teste no rastreador de erros.